Retrato de Marilyn Monroe feito por Warhol é leiloado e se torna obra mais cara do século 20

10/05/2022
Fonte: GZH

Fonte: GZH

O icônico retrato de Marilyn Monroe feito por Andy Warhol foi leiloado pela Christie’s, nesta segunda-feira (9), por US$ 195 milhões – ou pouco mais de R$ 1 bilhão – em Nova York, nos Estados Unidos. O valor pago por “Shot Sage Blue Marilyn”, realizada por Warhol em 1964, ficou abaixo do estimado pela casa de leilões, em US$ 200 milhões, ainda assim, se tornou a obra mais cara do século XX.

Segundo o jornal “New York Times”, foram necessários apenas quatro minutos para o lance que superaria o recorde de “As mulheres de Argel”, de Pablo Picasso, vendida por US$ 179,4 milhões em 2015. A venda também é segunda mais cara da História vendida em leilão, ficando atrás de "Salvator Mundi" atribuída a Leonardo da Vinci, que custou US$ 450,3 milhões de dólares em novembro de 2017. A obra de 1x1 metro faz parte de uma série de retratos que o maior expoente da pop art fez de Marilyn Monroe após sua morte em agosto de 1962. Esta série de retratos foi renomeada “Shot” depois que um visitante do “The Factory”, o estúdio de Warhol em Manhattan, abriu fogo contra eles, fazendo buracos nas telas. Mais tarde, as obras foram restauradas.

A obra, que representa uma Marilyn com o rosto em cor de rosa, cabelos amarelos e sorriso enigmático, pertence à fundação de Thomas e Doris Ammann de Zurique, na Suíça, e já foi exibida nos principais museus do mundo, como o Centro Pompidou de Paris (França), o Tate Modern e a Royal Academy of Arts em Londres (Reino Unido), e o Rainha Sofía em Madri (Espanha), entre outros. O dinheiro arrecadado será utilizado em projetos de saúde e educação destinados a melhorar a vida das crianças no mundo, o que constitui a maior venda com fins filantrópicos desde o leilão da coleção de Peggy e David Rockefeller, em 2018.

Os irmãos Thomas e Doris Ammann foram os fundadores do museu que leva o mesmo nome em 1977, um dos espaços mais influentes e respeitados na Europa e no mundo, que reúne obras impressionistas, modernistas, do pós-guerra e contemporâneas. Para o presidente do Conselho da Fundação Georg Frei, o retrato de Marilyn realizado por Warhol em 1964, baseado em uma foto para um cartaz publicitário do filme Torrente de Paixão (1953) de Henry Hathaway, “é uma demonstração de seu poder visual intacto no novo milênio”.


› Compartilhe

  • JDI digital

COLUNAS

Ruminações poéticas

Ruminações poéticas

Pitter Ellwanger   12/08/2022

Playlist #54

Playlist #54

Pitter Ellwanger   12/08/2022

Ruminações ranzinzas

Ruminações ranzinzas

Pitter Ellwanger   05/08/2022

FOTOS DO DIA

Sentinela – De olhar atento a todos os movimentos (Foto: Octacílio Freitas Dias)

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © 2022, Todos os direitos reservados Agência Vela