Globo e Folha não vão mais cobrir entrevistas de Bolsonaro em frente ao Alvorada

26/05/2020
Fonte: GaúchaZH

Fonte: GaúchaZH

Os veículos do grupo Globo e o jornal Folha de S. Paulo não vão mais cobrir as entrevistas do presidente Jair Bolsonaro em frente ao Palácio do Alvorada. O motivo alegado pelos grupos é a falta de segurança para os jornalistas. Nesta segunda-feira (25), mais uma vez, profissionais foram hostilizados por apoiadores do presidente após ele fazer críticas aos repórteres que ali trabalhavam.
— No dia que vocês tiverem compromisso com a verdade, eu falo com vocês de novo — disse, enquanto alguns simpatizantes dele respondiam “Isso aí”.
Os xingamentos aos jornalistas que esperam a saída de Bolsonaro na porta do Alvorada diariamente são comuns. Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro são levados a ficar lado a lado com os jornalistas, apenas com uma grade entre os dois grupos. “Como a animosidade dos militantes tem sido crescente, e sem que haja providências por parte das autoridades para proteger os jornalistas, o vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo comunicou a decisão, por carta, ao ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno. Os jornalistas do Grupo Globo encontrarão maneiras seguras de apurar e relatar o que se passa ali, sem prejuízo do público”, afirmou o grupo.
“A Folha questionou sobre o episódio desta segunda o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), responsável pela segurança do Alvorada, e a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom). Não houve resposta até a conclusão desta reportagem. O jornal pretende retomar a cobertura no local somente depois das garantias de segurança aos profissionais por parte do Palácio do Planalto”, declarou a Folha.


Confira a íntegra da carta encaminhada pelo Grupo Globo ao ministro Augusto Heleno:
Ao cumprimentar V.Exa., trazemos ao conhecimento desse Gabinete uma questão que envolve a segurança da cobertura jornalística no Palácio da Alvorada. É público que o Senhor Presidente da República na saída, e muitas vezes no retorno ao Palácio, desce do carro e dá entrevistas bem como cumprimenta simpatizantes. Este fato fez vários meios de comunicação deslocarem para lá equipes de reportagem no intuito de fazer a cobertura.
Entretanto, são muitos os insultos e os apupos que os nossos profissionais vêm sofrendo dia a dia por parte dos militantes que ali se encontram, sem qualquer segurança para o trabalho jornalístico.
Estas agressões vêm crescendo.
Assim, informamos por meio desta que a partir de hoje nossos repórteres, que têm como incumbência cobrir o Palácio da Alvorada, não mais comparecerão àquele local na parte externa destinada à imprensa.
Com a responsabilidade que temos com nossos colaboradores, e não havendo segurança para o trabalho, tivemos que tomar essa decisão.


Respeitosamente,
Paulo Tonet Camargo
Vice-Presidente de Relações Institucionais
Grupo Globo


› Compartilhe

  • Instagram

COLUNAS

Senhor, ensina-me a orar

Senhor, ensina-me a orar

Coluna da Fé   23/10/2020

Misericórdia divina

Misericórdia divina

Coluna da Fé   23/10/2020

A dignidade da família

A dignidade da família

Coluna da Fé   21/10/2020

FOTOS DO DIA

A beleza do beija-flor captado em pleno voo pelo fotojornalista Octacílio Freitas Dias

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela