Brasileiros têm mais resistência a tomar vacinas chinesa e russa, diz estudo

23/10/2020
Fonte: Estadão Conteúdo

Fonte: Estadão Conteúdo

A aversão do presidente Jair Bolsonaro a uma vacina de origem chinesa não é exclusividade do chefe do Executivo. Um estudo com 2.771 brasileiros feito pelo Centro de Pesquisa em Comunicação Política e Saúde Pública da Universidade de Brasília (CPS/UnB) indicou que a associação com uma vacina contra o coronavírus vinda da China reduz em 16,4% a intenção de imunização da população. Quanto à vacina russa, a intenção diminui 14,1%. O mesmo não ocorre com tanta intensidade, contudo, quando se trata dos imunizantes produzidos nos Estados Unidos (-7,9%) e na Universidade de Oxford, na Inglaterra (-7,4%). 
— Esse dado sugere uma desconfiança de parte da população brasileira com a vacina, presente inclusive entre pessoas que estão muito preocupadas com a doença — afirmou Wladimir Gramacho, coordenador do estudo e do centro de pesquisa.
Realizado entre 23 de setembro e 2 de outubro, o estudo mostrou ainda que, entre os apoiadores de Bolsonaro, a chance de aceitarem uma vacina chinesa é menor ainda. Para esse grupo que avalia positivamente o governo, menos de um terço dos pesquisados (27%) afirmou ter muita chance de se vacinar se a substância for produzida na China. Já entre os opositores da gestão do presidente, a porcentagem dobra (54%), mesmo com uma vacina produzida na China.
— Os testes que fizemos mostram que a polarização política tem um efeito menor para o caso de uma vacina produzida na Rússia e não afetou, até aqui, a receptividade dos brasileiros a vacinas produzidas nos Estados Unidos ou em Oxford — comentou Gramacho.
O pesquisador pondera que “o uso da pandemia e da vacina na disputa entre as elites políticas brasileiras tem sido, em si, uma ameaça à saúde pública”.

 


› Compartilhe

  • Instagram

COLUNAS

De quem é a culpa?

De quem é a culpa?

Coluna da Fé   27/11/2020

Advento nos anuncia Jesus, o Salvador

Advento nos anuncia Jesus, o Salvador

Coluna da Fé   27/11/2020

FOTOS DO DIA

Flagra no Centro de Dois Irmãos – Não tá fácil pra ninguém! (Fotos: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

BOLETIM CORONAVÍRUS
28/11/2020SAÚDE
BOLETIM CORONAVÍRUS
Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela