Com eleição no horizonte, cresce animosidade na Câmara de Vereadores

23/07/2020
Debate mira a prefeitura (Foto: Octacílio Freitas Dias)

Debate mira a prefeitura (Foto: Octacílio Freitas Dias)

Em meio aos discursos na sessão de segunda-feira (20), houve troca de farpas entre Eliane Becker (PP) e Sérgio Fink (PDT). “Aqui ninguém é a mando de partido nenhum. Meu presidente não precisa ficar ligando para dizer o que eu tenho que falar; meu partido sequer faz isso. Só se o partido do Sérgio faz, mas o meu não faz e nunca fez”, disse a vereadora.
Sérgio pediu aparte, Eliane concedeu. “A senhora deve ter algum trauma comigo, porque eu não falei do seu partido, falei de todos os partidos. Não tenho ninguém me mandando, porque já troquei tantas vezes de partido exatamente por causa disso: não sou cabresto de ninguém”, respondeu. Eliane reiterou: “Quero te deixar bem claro que o PP nunca precisou fazer os seus vereadores de cabresto ou coisa parecida. Sempre tivemos liberdade”.
Na sequência, a vereadora retomou uma declaração de Sérgio da sessão passada, quando ele mandou a prefeita descer do salto, e lembrou que antes ele vivia no gabinete dela. “Quando eu ia no gabinete e queria falar pessoalmente com a prefeita, quem estava lá? Sérgio Luiz Fink! Eu virava as costas e ia embora, porque muitas vezes tu quer falar em particular com a pessoa, tem os teus assuntos para colocar, mas não dava”, comentou Eliane.


Parece que tem ciúmes
Mais adiante, no espaço de líder, Sérgio voltou à tribuna para rebater. “A senhora parece que tem ciúmes... Nas vezes em que estava com a prefeita, fui tratar de coisas públicas. Se a senhora queria tratar de coisas pessoais, particulares, com certeza não era na prefeitura. Deveria procurar ela na casa dela. Na prefeitura, se trata somente de coisas públicas”, afirmou. “Quando eu estava lá, não tinha esse gasto absurdo de R$ 197 mil em banheiro, não tinha aditivos, não tinha essas questões que estão acontecendo no Postão. Fui eu que cobrei do vice-prefeito Jerri que essa obra (da nova Emergência 24h) não estava andando. Vão inaugurar agora, na véspera da eleição, mas isso era para estar pronto em março do ano passado. É disso que a senhora deveria estar tratando, já que eu não vou mais lá”, acrescentou.


Nunca precisei da ‘psicóloga’ Tânia
Eliane também se manifestou outra vez. “Eu nunca precisei resolver questões particulares. Cada vereador que já esteve aqui viu muito bem o Sérgio Fink, porque tem mais tempo, lá no gabinete da prefeita. E quando eu fui presidente desta casa, como o Filipin é agora, a gente tem questões que quer tratar com a prefeita, mas não quer tratar com a prefeita e mais um vereador junto. Pois muitas coisas eram questões particulares da Câmara e outros problemas que posso levar, sim, até ela”, afirmou. “Nunca precisei da ‘psicóloga’ Tânia. Outros aqui já precisaram, eu não”, concluiu a vereadora do PP. 


*

Elony elogia vice-prefeito e Filipin ironiza confiança exagerada do colega
Elony Nyland (MDB) entende que certos discursos vêm ganhando força nas últimas sessões pela proximidade do período eleitoral. “Faz parte do jogo, mas penso que a comunidade quer que a gente discuta as questões da cidade. Entrar na questão pessoal não é muito legal”, observou. Ele disse ainda que o município tem boa qualidade de vida e rechaçou as críticas da oposição principalmente na saúde. “Em nenhuma secretaria se consegue 100% de eficiência. Nossos profissionais são bons, com raras exceções”, declarou. Por fim, o vereador aproveitou o momento para encher a bola do vice-prefeito Jerri Meneghetti, que também já foi secretário da Saúde. “Nosso vice-prefeito, que é uma pessoa fantástica, corretíssima, honesta e qualificada, fez um excelente trabalho na área da saúde. Ele modernizou e integrou a saúde do Centro e dos bairros. É um excelente pré-candidato a prefeito, sujeito a ganhar essas eleições”, afirmou. “Aliás, vou sugerir colocar a atual prefeita (Tânia da Silva) como secretária da Saúde a partir de 2021, já que é uma pessoa da saúde e que gosta de trabalhar com pessoas. Será um bom nome”, completou o emedebista.
Joracir Filipin (PT) ironizou o excesso de confiança do colega. “Pelo jeito, as eleições já estão decididas, o vice-prefeito Jerri já é o prefeito da cidade... Mas, tudo bem, ainda temos que votar. Espero que a gente tenha um debate bem tranquilo, com propostas não enganosas, mas realistas. Porque às vezes enganam a população com discursos de ‘as pessoas em primeiro lugar’, mas pelo que a gente percebe não é isso que está acontecendo”, cutucou o presidente do Poder Legislativo. 


› Compartilhe

  • Instagram

COLUNAS

A educação e o espírito

A educação e o espírito

Coluna da Fé   16/10/2020

Como podemos agir neste mundo?

Como podemos agir neste mundo?

Coluna da Fé   15/10/2020

Acorde! O Reino ainda pode ser seu...

Acorde! O Reino ainda pode ser seu...

Coluna da Fé   08/10/2020

FOTOS DO DIA

Nas asas da borboleta, a primavera se aproxima (Foto: Octacílio Freitas Dias)

  • Assinatura digital

O Jornal Dois Irmãos foi fundado em 1983. Sua missão é interligar as pessoas da cidade, levando-lhes informações verdadeiras sobre todos os setores da sociedade local, regional, estadual e nacional.

SAIBA MAIS

SIGA-NOS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jornal Dois Irmãos © , Todos os direitos reservados Agência Vela