Blog do Jornal Dois Irmãos


09/09/2014

Assaltantes fizeram “limpa” em residência na última sexta-feira

Na última sexta-feira, dia 5, dois homens armados assaltaram uma residência no bairro Beira Rio, em Dois Irmãos. Eles renderam o casal e permaneceram no local quase uma hora e meia. Fizeram uma verdadeira limpa. Eletrodomésticos, eletroeletrônicos, joias, documentos, bebidas e dinheiro. Todos os itens foram carregados nos dois carros das vítimas, que estavam na garagem. Para sair, tiveram que forçar o portão eletrônico com um dos veículos. Um dos espelhos ficou em frente à residência.
Na fuga, os dois seguiram pela BR-116, e foram perseguidos por viaturas de Dois Irmãos, Ivoti e Estância Velha. Quase na altura do viaduto que dá acesso a ERS 239, os dois bandidos seguiram na contramão. Um deles capotou e o outro conseguiu fugir. O que estava no veículo capotado, o Honda City placas IUV-9689, em mais uma tentativa de fuga, saiu do veículo e começou a atirar contra os policiais, mas acabou atingido por um tiro na cabeça. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Municipal de Novo Hamburgo, mas não resistiu e morreu. Ele foi identificado como Vantuir da Costa Menezes, de 22 anos. De acordo com a polícia civil, ele já tinha passagens por receptação de veículo, porte ilegal de arma de fogo e roubo a estabelecimento comercial. 

VEÍCULO RECUPERADO
O segundo veículo roubado na residência, um Honda Fit placas IOR-3079, foi recuperado na manhã de sábado, em uma rua do bairro Santo Affonso, em Novo Hamburgo. 


Vítimas ficaram amarradas no quarto da filha
A imagem dos bandidos ainda atormenta a cabeça das vítimas, que relataram os momentos de tensão. De acordo com o proprietário da casa, os dois indivíduos chegaram às 20h10. Eles pularam o muro da casa ao lado e entraram na casa pela porta da garagem. “Eu estava na sala e minha esposa na biblioteca. De repente, vi uma sombra no vidro da sala e o cachorro começou a latir. Percebi que tinha algo errado”, diz ele, que logo em seguida foi rendido pelos dois homens armados. “Pediram quem mais estava na casa e disse que só estávamos eu e minha esposa. Rendido, fomos seguindo até a biblioteca. Fui falando alto, já de longe, dizendo ‘fica calma, fica tranquila, está tudo bem’, para que ela não se desesperasse”, conta ele. “Não estava acreditando, pensava que eu estava vendo um filme, que aquilo não era verdade, de repente, vi eles na porta”, conta a esposa. 
Os ladrões permaneceram na casa até as 21h20 e durante todo este tempo o casal ficou com as mãos e os pés amarrados, sentados sobre a cama, no quarto da filha. “Amarraram ele com roupas da nossa filha e a mim com um cadarço. O tempo todo nos ameaçavam mostrando as armas. Diziam para não erguer a cabeça”, diz a mulher. “Eles eram agressivos, mas não com ações, e sim, com gestos. Foi uma situação de terror, muito apavorante, mas em momento algum achei que eles iriam nos matar”, completa o esposo. 
Em alguns momentos, a ousadia dos bandidos apavorava. “Um deles chegou no quarto e disse ‘Dá licença, tio. Nós vamos ter que pegar mais uma bolsa  emprestada para carregar as coisas que a gente está pegando emprestadas de vocês’. Eles foram muito abusados”, completa o homem. 

Vereador Márcio faz alerta sobre “desindustrialização” na cidade

Petista cobra o atual governo sobre situação de empresas que estariam deixando Dois Irmãos

Neste segundo semestre de 2014, uma crise está afetando o setor coureiro-calçadista. Nos últimos meses, empresas de pequeno e grande porte se viram ameaçadas a fechar as portas. Muitas delas tiveram que reduzir o grupo de funcionários e dar férias fora de época. Outras, infelizmente, não resistiram à crise e fecharam. Com a situação, fortes foram e ainda são os rumores de que empresas dois-irmonenses se mudariam para outras cidades. O que também comprova a difícil fase do setor é o dissídio da categoria, que em agosto fechou em 7%, com aumento real de apenas 0,67%. 
O vereador Márcio Goldschmidt, do PT, esteve na manhã desta segunda-feira no JDI e manifestou sua preocupação sobre o tema. Para ele, Dois Irmãos está passando por um “processo de desindustrialização”, e não apenas no calçado. “Há rumores muito fortes de que Dois Irmãos perderá grandes empresas. Empresários já vieram até nós para dizer isso. E isso, não só no setor coureiro-calçadista, mas também em outros setores, como de química, por exemplo”, diz Márcio, destacando que cidades no entorno estão se mobilizando para atrair novas empresas, enquanto que aqui isso não ocorre. “Em Ivoti, estão construindo um Distrito Industrial e uma das empresas que vai se instalar lá é a Piá. Em Dois Irmãos, temos um Distrito Industrial, feito na administração do Miguel (Schwengber), e a prefeitura não se mobiliza para atrair novas empresas, sendo que há uma área de 3,5 hectares de terra, logo ao lado do distrito, adquirida no governo passado, pronta para receber novos empreendimentos”, lamenta ele. “A cidade deveria estar dando continuidade. Sinto uma certa morosidade do governo em atrair novas empresas”, completa Márcio. 
A primeira área de terra, onde hoje está instalado o Distrito Industrial, é de 2,8 hectares, e foi adquirida no governo do prefeito Renato Dexheimer. 

Mahindra produz 48 tratores por mês
A Mahindra chegou a Dois Irmãos durante o governo de Miguel Schwengber e, segundo Márcio, hoje está produzindo 12 tratores por semana, o que corresponde a 48 tratores por mês. “A Mahindra é uma das grandes empresas trazidas a Dois Irmãos, e ao atual governo, compete a tarefa de fazer com que a empresa fique no município. Há diversas empresas daqui que já prestam serviços para eles, e uma delas está justamente instalada no Distrito Industrial”, destaca Márcio. 

Vereador quer discussão sobre tema
De acordo com o vereador Márcio, uma das ideias é dar início a uma série de discussões sobre o assunto, levando-se ao debate com estudantes, empresários, prestadores de serviço e comerciantes locais. “É preciso unir um grupo e discutir sobre o que a cidade vai fazer daqui para a frente. Precisamos trazer ideias, soluções. Daqui a alguns anos, teremos que ter novas e mais empresas em Dois Irmãos”, ressalta ele. 

Escola Estadual João Wagner fica em primeiro lugar no IDEB

O Ministério da Educação (MEC) divulgou na sexta-feira, dia 5, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). A escola estadual João Wagner, no Centro de Morro Reuter, iniciou a semana com grandes motivos para comemorar. Nos anos iniciais, a escola ficou em primeiro lugar com média 7,7, empatando com uma escola estadual de Jacutinga. 
Nos anos iniciais, do primeiro ao quinto, o Rio Grande do Sul superou a meta de 5,3 pontos, conquistando 5,6. E, nos anos finais, do sexto ao nono, foram alcançados 4,2 pontos – 0,5 abaixo do objetivo. Os resultados mostram que o Estado avançou como um todo na educação, passando da nona para a segunda posição no país – empatado com São Paulo e atrás apenas de Goiás. 
A diretora da João Wagner, Sônia Feldmann, está muito feliz e honrosa em poder fazer parte desses resultados. “Isso é resultado do comprometimento dos professores e da participação dos pais no ensino/aprendizagem. Além dos projetos interdisciplinares, projeto de leitura, aulas de reforço. Tudo isso favorece o sucesso escolar”, conta a Sônia. Ela destaca a formação continuada dos professores que, além de qualificar, motiva em sua prática em sala de aula. “O mais brilhante é ensinar com prazer, para a vida. Nós, enquanto professores, equipe diretiva, buscamos alternativas e projetos que venham de encontro com essa qualificação”, conclui a diretora.

DOIS IRMÃOS
Em Dois Irmãos, a escola municipal Albano Hansen também destacou-se com resultados acima da meta projetada.  Nas séries iniciais, alcançou 6,8, sendo 0,5 acima da meta.

Feira de Ciências do Imaculada apresenta mais de 40 trabalhos

Começou dia 4 a 1ª Feira Interna de Ciências, Sociedade e Tecnologia do Imaculada Conceição. A programação, que dura dois dias, deve expor 43 trabalhos das turmas do 6º ao 9º ano e do ensino médio. Diversos assuntos foram abordados, entre eles alcoolismo, lixo eletrônico, chuveiros ecológicos e deficiências visuais. A mobilização dos alunos começou no fim do mês de julho e cada turma contou com um professor na orientação e no desenvolvimento do assunto. Na tarde de ontem os trabalhos do ensino fundamental foram avaliados por professores da Fundação Liberato Salzano Vieira da Cunha, e os dois melhores serão expostos na Mostratec Júnior.

Quinta-feira - Turmas do ensino fundamental apresentaram seus 25 trabalhos para o público.
Sexta-feira - Na sexta-feira foi a vez dos alunos do ensino médio apresentarem seus 18 trabalhos.

Comparação de alimentos em busca de algo mais saudável
Os alunos da turma 71 escolheram um tema que aborda os maus hábitos alimentares das pessoas hoje em dia. O grupo explica que escolheu o assunto devido aos altíssimos índices de obesidade e doenças decorrentes da má alimentação. O principal objetivo da exposição é mostrar que as pessoas podem se alimentar de modos mais saudáveis sem abrir mão do sabor. Um exemplo é o bolo de feijão, feito pelos alunos, que para a surpresa de todos na pesquisa prática agradou 64% das pessoas, quando o bolo de chocolate ficou apenas com 36% da preferência.

Dínamo de bicicleta que carrega celular
O grupo da turma 301 desenvolveu um modo de transformar força mecânica em energia elétrica. O sistema funciona com um dínamo ligado à uma bicicleta, desta forma, quando a bicicleta começa a entrar em movimento, por meio das pedaladas, a força passa a ser revertida em energia elétrica, capaz de recarregar a bateria de um celular. A proposta é que as pessoas economizem energia e com isso ainda pratiquem um exercício físico. As referências para o trabalho foram tiradas da internet e de muitos livros que serviram de base para todo experimento.

Aproveitamento integral dos alimentos
O trabalho da turma 62 começou cedo este ano. Em parceria com o IMEC, os alunos tiveram a ideia de criar receitas com alimentos que muitas vezes são tirados da prateleira do supermercado por questões estéticas, e não por falta de qualidade. Uma fruta no ponto que ficou um pouco amassada, ou então aquelas verduras que já não estão fresquinhas na prateleira, tudo isso faz parte do objetivo principal que é evitar ao máximo o desperdício de alimentos. Além disso, os alunos pretendem também acabar com outro tabu, que é não utilizar a casca de certos alimentos nas receitas. As receitas apresentadas para degustação foram muitas, bolo de casca de banana, bolo de laranja com casca, bolo salgado de brócolis, cenoura e folhas de beterraba, além do suco de casca de abacaxi, tudo aprovado pelos alunos que experimentaram. 

Ενέργεια (do grego Energia)
A pesquisa da turma 301 foi baseada em problemas atuais, e algo que chamou a atenção dos alunos foram os altos valores das contas de energia elétrica. Apesar de existirem outros modos de produzir energia, como a eólica, elas se tornam caras na implantação, além de exigir muito espaço terrestre. Foi pensando nisso que o grupo se empenhou em desenvolver um modo de produzir energia elétrica que ocupe menos espaço, uma espécie de “mini hidrelétrica”. Com restos de material de construção, canos de PVC e raios de bicicleta os alunos elaboraram e produziram de forma simples, barata e sustentável, um gerador energético hidráulico a fim de diminuir o consumo de energia paga e os impactos ambientais.

Palmilha Tetra Pak
Outra preocupação dos alunos é a poluição e os baixos níveis de reciclagem. A turma 101 conseguiu dar um destino muito criativo para as chamadas caixas Tetra Pak (caixinhas de leite e suco). Como a reciclagem desse material acaba se tornando cara, devido diversas camadas de revestimento, os alunos desenvolveram palmilhas feitas com o material. Nos testes foram obtidos resultados interessantes, por exemplo, quando exposta a um calor de 110 C°, a palmilha conseguiu isolar totalmente a temperatura da parte superior, onde ficam os pés. Além disso, baseados em alguns cálculos, os alunos chegaram á conclusão de que a palmilha também isolaria totalmente dos pés uma temperatura de -47C°. O custo de produção de cada par fica em torno de R$0,25.

Setembrinos na China prestam homenagem aos 58 anos do clube

A ACE 7 de Setembro completa neste domingo 58 anos de fundação. A raiz o clube está num grupo de amigos que gostava de jogar futebol e confraternizar. Assim, no dia 7 de setembro de 1956, teve início a bela história de amizades e conquistas da família setembrina.
A paixão pelo “7” não tem fronteiras. Prova disso é a homenagem que um grupo de dois-irmonenses e setembrinos preparou no outro lado do mundo. Seguindo o deslocamento do calçado para outras regiões, nos últimos anos, alguns jovens se instalaram em outros países, entre eles a China. De lá, sentem muita falta do convívio com os familiares, da sua casa e, principalmente, dos sábados de diversão na Baixada Setembrina. E olha que é saudade de muita coisa: da caipira do Pauletz, de brincar com a turma da bocha, de jogar uma bolinha e depois sentar embaixo da pitangueira para tomar uma cerveja. “A solução para preencher o vazio foi se enturmar por aqui e tocar a bola pra frente. Como pessoas de fácil entrosamento, resultado da educação recebida em lugares como o nosso 7, alguns hoje participam de mais de um clube aqui na China”, conta Jair Hansen, o Jajá, que vive no país há mais de dez anos.
Assim, para homenagear os 58 anos de fundação do 7 de Setembro, neste final de semana será realizada uma partida com quatro times ao mesmo tempo. Luiz Henrique Birk, considerado a “enciclopédia setembrina”, relembra os primórdios deste jogo inusitado. “A ideia surgiu em 1991, quando o presidente do 7 era o Jaime Oliveira. Aí eu e ele, na intenção de conseguir mais gente para assistir a um jogo do 7 contra o Linha Brasil numa fase semifinal do Amador marcamos este jogo na preliminar, com quatro times ao mesmo tempo. Os participantes, se não me engano, foram Veterano B, Anexo, Bola Murcha e Independente. Havia dois juízes e as bolas eram de cores diferentes”, conta ele, feliz com a ideia de Jajá, que participou do primeiro jogo, em 1991, e agora está organizando esta bela homenagem ao seu clube do coração.
O jogo com quatro times na China será no final de semana, mas nesta sexta-feira já houve uma espécie de ensaio com o chineses, para explicar melhor como funciona a partida. Além de Jajá, estão juntos na empreitada os dois-irmonenses Bairon, Taffa e Dudu. Eles também aproveitam para deixar um forte abraço a todos os setembrinos, em especial a Celso Costa, Rudi Giehl, o campeão Tatica e os irmãos Remy e Neori Eich. “E parabéns ao nosso 7 de Setembro”, completa Jajá.

04/09/2014

Professores terão 1/3 da carga horária para planejar as aulas

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Dois Irmãos, Morro Reuter e Santa Maria do Herval ingressou no último ano com uma ação judicial contra o município de Dois Irmãos, solicitando que os professores tenham 1/3 de hora para atividades extraclasse. A juíza Angela Roberta Paps Dumerque julgou procedente a ação, determinando que o município, a partir de 2015, conceda o percentual de 1/3 da carga horária para o planejamento das aulas e atividades extraclasses aos educadores.
De acordo com Bruno Rodriguez, presidente do Sindicato dos Servidores, a ação individual e probatória foi encaminhada para cinco professores do município. “A carga horária solicitada na ação já é Lei Federal e de direito dos professores. O município cumpria apenas 1/5, e calculava os 20 minutos do intervalo junto à carga horária dessas atividades”, explica Bruno, acrescentando que a solicitação havia sido apresentada ao Poder Executivo já no primeiro semestre de 2013, mas a prefeitura jamais se manifestou sobre o caso. Os advogados Daniel Lemmertz e Filipe Merker Brito trabalharam na ação. Segundo Daniel, com a nova adequação da carga horária os professores serão mais qualificados, pois terão mais tempo para planejar as aulas, o que vai melhorar o aprendizado dos estudantes. Além disso, abrirão mais vagas para professores.
O Sindicato dos Servidores Públicos representa cerca de 350 professores da rede municipal de Dois Irmãos, cerca de 100 em Morro Reuter e 100 em Santa Maria do Herval. Bruno e Daniel convidam os professores a buscarem seus direitos junto ao sindicato, que fica localizado na Avenida Florestal, 924, no Centro de Dois Irmãos. Mais informações pelo telefone 3564-6524.


O QUE DIZ A PREFEITURA

De acordo com a assessora jurídica Angela Klein, a prefeitura vai recorrer da decisão. “Vamos utilizar o prazo de 10 dias para recorrer, pois é apenas uma decisão em primeira instância. Nós vamos tentar rever o caso, pois estamos cumprindo com a carga horária de planejamento”, comentou.
A redação do JDI também conversou com a secretaria de Educação, Adriana Trierweiler, para saber o impacto dessa mudança. Confira:

 Qual o impacto que essa decisão tem para o município?
Haverá impacto direto na contratação de mais professores, aumento da folha de pagamento e percentual no quadro geral de funcionários. 
A carga horária dos professores pode sofrer alteração?
A carga horária do professor não mudará. Se ele fez concurso para 22 horas, trabalhará 22 horas; se fez 25 horas ou 40 horas, continuará tendo que cumprir esta carga horária. O que a determinação modifica é o tempo em sala de aula com alunos.

 Quantos professores serão contratados para cumprir a lei?
O número de professores a ser contratado dependerá do número de turmas que tivermos.  Exemplificando: se fosse para o quadro que se apresenta em 2014, teríamos que contratar no mínimo 19 novos professores com carga horária de 22 horas.

O município poderia investir 100% dos recursos que recebe do FUNDEB com pessoal para cumprir o piso dos professores?
Pode-se investir 100% dos recursos no Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) para pagar professores. Mas, caso isso aconteça, o município ficará com pouquíssimos recursos para investir em construções, ampliações e reformas estruturais, aquisição de mobiliário e equipamentos, formação e capacitação de profissionais,  vale-alimentação dos professores, pagamentos de água, luz e telefone das escolas, além do combustível dos dois ônibus do transporte escolar municipal, entre outros investimentos necessários.

Balança Rede solta o grito de “É Campeão!” pela primeira vez

Em uma partida digna de uma grande final, o Balança Rede sagrou-se campeão do Municipal de Futebol de Dois Irmãos, no último sábado, no Parque Antártica. Mesmo com a derrota por 2 a 1 para o SER Campinas, a equipe comandada pelo técnico Jorge Schmitz, popular Jorginho, conquistou o título inédito na competição. Em 13 jogos, foram 9 vitórias, 2 empates e 2 derrotas. A equipe marcou 34 gols e sofreu 17, encerrando com aproveitamento de 74%.
As duas equipes buscaram o resultado do início ao fim, embalados pelas torcidas que marcaram presença no Parque Antártica. O presidente da Liga de Futebol Amador de Dois Irmãos- LIFADI, Valdir Schmitd, popular Ninho, elogiou a partida. “Como todos puderam perceber, foi uma grande final. Um grande jogo, duas grandes torcidas, dois bons times e um árbitro que dispensa comentários, Márcio Chagas da Silva”, diz Ninho, parabenizando as duas equipes. “Quero parabenizar as duas equipes: o Balança por ter sido campeão, ter o destaque e goleador do Campeonato, e o Campinas por saber perder e sair de cabeça erguida, tendo como destaque da final seu grande goleiro Taffarel. Além disso, por ter um dos artilheiros do campeonato, Cordinha, com  10 gols, e uma torcida de dar inveja a muitos clubes”, destaca Ninho.
Com a vitória na primeira partida da final por 4 a 1, o Balança tinha grande vantagem na decisão. Porém, para quem acompanha a trajetória do SER Campinas, sabe que a equipe é guerreira e iria em busca do resultado. E foi assim. O Campinas abriu o placar logo aos 9 minutos do primeiro tempo, com Cordinha. O segundo veio aos 16, com Nando, que aproveitou o rebote em uma cobrança de falta de Kiko. O primeiro tempo terminou assim: 2 a 1 Campinas. Na segunda etapa, era tudo ou nada. Como era de se esperar, o jogo esquentou. Teve bate boca entre jogadores, mas também teve muita jogada bonita. As duas equipes criaram diversas chances de gol. Do lado do Campinas, o goleiro Taffarel se transformou em uma verdadeira muralha. O gol do Balança veio só aos 45 minutos, com Eric, que saiu do banco de reservas. Os nomes do jogo foram Ivan, do Balança Rede, e Taffarel, do SER Campinas. 

Destaques da competição
A entrega da premiação ocorreu logo após a partida, dentro de campo, e foi prestigiada também por autoridades, como a prefeita Tânia da Silva, o presidente da Câmara de Vereadores, Jailton Proença, e o Chefe do Departamento de Desporto, Cláudio Neis. Confira quem foram os nomes e as equipes que se destacaram:
Campeão: Balança Rede. 
Vice-campeão: SER Campinas
3º lugar: Green Brush 
* Perdeu para o campeão na semifinal
4º lugar: União
Melhor Goleiro: Adilson, do União, 
com 9 gols sofridos
Goleadores: Fusca, do Balança Rede, 
e Cordinha, do SER Campinas, 
cada um com 10 gols na competição
Troféu Disciplina: Minuano
Destaque: Fusca, do Balança Rede
Revelação: Mazi, do Balança Rede
Total de Cartões
- 296 cartões amarelos
- 25 cartões vermelhos