Blog do Jornal Dois Irmãos


30 de jan de 2015

Posto do Navegantes é inaugurado

Foi inaugurado na manhã desta sexta-feira, dia 30, o posto de Estratégia de Saúde da Família do bairro Navegantes. O prédio, alugado pela prefeitura, fica na rua Tiradentes (ao lado da captação de água da Corsan). De acordo com o vice-prefeito e secretário da Saúde, Jerri Meneghetti, a unidade também contará com agentes comunitários, clínico geral, nutricionista, ginecologista, pediatra e serviços de enfermagem.
- O posto irá atender mais de 3 mil pessoas – disse ele, destacando outros investimentos na área da saúde. - Também já contamos com equipes nos postos dos bairros São João, Bela Vista e São Miguel. Posteriormente, será implantado ainda no bairro Travessão e, até o final do ano, nos postos do União e do Primavera – acrescentou.

A inauguração contou com a presença de profissionais da saúde, secretários, vereadores, representantes de entidades e pessoas da comunidade.

Deputados da região custam mais de 1 milhão

Levantamento feito pelo jornal Zero Hora, a partir dos gastos com verba indenizatória, mostrou que os deputados federais gaúchos custaram R$ 41,7 milhões aos cofres públicos entre 2011 e 2015. As despesas incluem passagens aéreas, combustível e divulgação. Com esses recursos, seria possível construir 18 creches para até 240 crianças ou quatro unidades de pronto atendimento para 450 pacientes por dia em Porto Alegre, por exemplo.
A soma é feita a partir da prestação de contas de 38 parlamentares (são 31 cadeiras) que passaram pela Câmara na legislatura iniciada em 2011 e que se encerra no domingo. Não foram incluídos os suplentes Afonso Motta (PDT) e Fernando Zachia (PMDB), que só tomaram posse em janeiro deste ano. O levantamento é baseado em dados referentes à cota para o exercício da atividade parlamentar — no caso do RS, é de R$ 37,2 mil por mês. Quem mais usou a verba indenizatória foi José Stédile (PSB), com R$ 1,5 milhão.
A maior despesa da bancada gaúcha foi em passagens aéreas (R$ 7,7 milhões), em especial no último ano, com as eleições. Entre 2013 e 2014, os parlamentares mais do que dobraram o gasto com voos: de R$ 949,4 mil para R$ 2,3 milhões. Não é possível comparar os gastos com a legislatura de 2007 a 2010. O atual modelo da cota para o exercício da atividade parlamentar foi instituído em 2009. O JDI separou os números dos deputados de maior atuação na cidade:

Elvino Bohn Gass (PT)

Faltas: 76
Discursos: 391
Projetos: 9
Passagens: R$ 267.401,19
Locação de veículos: R$ 76.642,47
Divulgação: R$ 166.415,48
Combustíveis: R$ 149.858,71
Consultorias: R$ 92.169,75
Gabinete e escritório: R$ 575.273,27
Total: R$ 1.327.760,87

Henrique Fontana (PT)

Faltas: 63
Discursos: 291
Projetos: 8
Passagens: R$ 305.870,56
Locação de veículos: R$ 87.237,80
Divulgação: R$ 185.019,86
Combustíveis: R$ 127.415,21
Consultorias: R$ 14.204,50
Gabinete e escritório: R$ 684.404,54
Total: R$ 1.404.152,47

Renato Molling (PP)

Faltas: 89
Discursos: 199
Projetos: 15
Passagens: R$ 46.650,71
Locação de veículos: R$ 162.882,40
Divulgação: R$ 276.910,54
Combustíveis: R$ 193.132,95
Consultorias: R$ 325.193,00
Gabinete e escritório: R$ 400.671,51
Total: R$ 1.405.441,11

Ronaldo Zulke (PT)

Faltas: 87
Discursos: 106
Projetos: 12
Passagens: R$ 176.956,07
Locação de veículos: R$ 7.172,36
Divulgação: R$ 669.949,51
Combustíveis: R$ 60.759,09
Consultorias: R$ 86.000,00
Gabinete e escritório: R$ 383.973,53

Total: R$ 1.384.810,56

Verão também é tempo de lagartear


Ser surpreendido por um lagarto não é só privilégio de quem mora no interior. É cada vez mais comum ver o animal “lagarteando” pelos pátios das cidades.
Marcelo Pereira de Barros, 46 anos, biólogo, professor de Zoologia e Coordenador do Curso de Ciências Biológicas da Universidade Feevale, explica que o lagarto mais comum encontrado em Dois Irmãos e Morro Reuter é o da espécie Tupinambis merianae, mais conhecido como “Lagarto Teiú”. Existem outras espécies de lagartos na região do Vale do Sinos, mas a mais comum é o lagarto que vemos comumente, segundo o biólogo.
Marcelo destaca que os lagartos apresentam atividades sazonais bem demarcadas, sendo vistos apenas durante os meses de primavera e verão no Rio Grande do Sul.
- Estudos realizados no sudeste do Brasil e no Paraguai indicam que a espécie permanece inativa de abril a setembro. É uma espécie diurna, estando ativa nos períodos quentes do dia, quando pode ser vista com frequência forrageando ou assoalhando em clareiras ou junto a trilhas e estradas. O pico de atividade parece estar concentrado no meio do dia e nas primeiras horas da tarde. Este padrão de atividade é possivelmente um requerimento para que estes grandes lagartos consigam suprir seus requerimentos térmicos - explica ele.
O lagarto, quando acuado, costuma fugir velozmente, porém, como tática defensiva, abre a boca, podendo inflar, elevar o corpo e bufar. Se capturado, desfere mordidas vigorosas e pode desferir golpes laterais com a cauda. As fêmeas constroem ninhos, arrastando detritos vegetais para abrigos variados. Possivelmente apresentam algum cuidado parental. Os ovos são elípticos e pesam cerca de 17 gramas. Cada desova pode ter até mais de 30 ovos.

DEMAIS CARACTERÍSTICAS

É um forrageador ativo, com dieta bastante variada, alimentando-se de pequenos vertebrados (roedores, aves, serpentes, anuros), invertebrados (artrópodos e moluscos), ovos e frutos. Estudos recentes indicam que a espécie pode ser um importante dispersor de sementes de várias espécies vegetais, e isso é bastante importante para a conservação de áreas vegetadas.

O tamanho médio de um lagarto pode atingir até 2 metros, mas normalmente na nossa região não passam de 1 metro. O tempo médio de vida de um lagarto pode ser, possivelmente, até oito anos ou mais. “Ele não é venenoso e a agressividade é uma resposta a uma ameaça”, afirma o biólogo Marcelo, destacando que existem espécies de lagartos ameaçadas no Brasil, e qualquer caça ou apanha de animal silvestre é uma prática ilegal. (Fotos: Márcio Blume)

29 de jan de 2015

Tradicionalistas unidos pela solidariedade

Tradicionalistas de Dois Irmãos estão unindo forças em prol do Hospital São José, hoje administrado pelo Instituto Vida (ISEV). No dia 15 de março, eles promoverão a Domingueira Beneficente, na ACTG Portal da Serra. Todo o lucro será revertido em móveis e utensílios para a casa de saúde, que agora pertence, de fato, ao município. O objetivo principal é a aquisição de poltronas para acompanhantes dos pacientes.
A sugestão partiu de Cesar Luiz Barbosa, popular “Amarelo”, ex-patrão da ACTG Portal da Serra. No final do ano passado, o irmão de Amarelo, Luis Alberto Barbosa, 47 anos, sofreu um acidente de trânsito e ficou internado no hospital da cidade, vindo a falecer dias depois. No período em que acompanhou o irmão, Amarelo percebeu a necessidade de melhora na infraestrutura da casa de saúde. “Temos que nos mobilizar, porque agora o hospital é nosso. Vamos dar prioridade às poltronas, mas devem ser adquiridos mais itens”, ressalta ele.
A ideia de Amarelo foi prontamente abraçada pela ACTG e também pelos piquetes Os Taura e Gaudérios do Pé da Serra, pelo CTG Liberdade Gaúcha e pelo DTG Porteira Aberta. Juntos, eles querem mostrar o quanto a comunidade, unida, pode ajudar. No dia 15 de março, ao meio-dia, será servido almoço com massa, galeto e saladas. Também haverá serviço de vianda. Já à tarde, a partir das 14h, começa a domingueira, com animação do grupo Vento Xucro. O ingresso para almoço e baile é R$ 20,00 (individual). Só para o baile é R$ 10,00. Cartões e mais informações pelos telefones 9119-4911 (Oscar) e 9979-4675 (Beti).


Apicultor alerta para cuidados com abelhas


O calor e a florada influenciam no surgimento de enxames itinerantes e no aumento do número de insetos nas colméias. O calor, principalmente, deixa abelhas, vespas e marimbondos mais agitados e agressivos. Na noite do último sábado, um ataque de abelhas matou duas pessoas e deixou cinco feridas durante a prática do rapel em Maquiné, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. A redação do JDI conversou com o apicultor Silvio Jaeger, 70 anos, para saber quais os principais cuidados que devem ser tomados para evitar ataques.
Silvio destaca que, com o calor excessivo da estação, muitas plantas deixaram de florir, e consequentemente falta alimentação para as abelhas. “Elas acabam ficando mais agressivas e migram constantemente à procura de alimentos”, comenta. Ao perceberem um enxame de abelhas, as pessoas devem manter distância e sair do local o mais rápido possível. Também se deve evitar fazer ruídos, gritar ou operar qualquer máquina motorizada (tratores, máquina de cortar grama, pulverizador), pois o barulho também atiça as abelhas. “Em caso de ataque, proteja principalmente o pescoço e o rosto das ferroadas. Uma picada pode ser fatal para uma pessoa alérgica, por isso é recomendável procurar um médico”, explica ele.
É recomendável o uso de roupas claras, pois as abelhas são atraídas por cores escuras. Além disso, não é recomendável matar a abelha, pois o cheiro dela atrai outras. O apicultor explica que, caso a pessoa seja picada, deve retirar imediatamente os ferrões, pois eles continuam liberando peçonha gradativamente. Para os apicultores que trabalham diretamente com as abelhas, Silvio recomenda o uso das roupas de proteção específicas para a colheita do mel. “Quando se vai trabalhar na extração do mel é necessário ser ágil, para não deixá-las irritadas”.

ADAPI TEM 23 ASSOCIADOS


Os apicultores contam com o apoio da Associação Dois-irmonense de Apicultores (ADAPI). O atual presidente da entidade é o próprio Silvio Jaeger. “A entidade incentiva os apicultores, fornecendo informações técnicas, troca de experiências e parcerias. Está cada vez mais complicado achar espaços adequados para deixar as caixas com enxames de abelhas, em decorrência da urbanização”, comenta. A ADAPI conta com 23 associados, mas apenas 15 deles são atuantes. A expectativa era colher neste período cerca de 6 toneladas de mel, mas a falta de alimentação reduzirá este número, elevando o preço do produto. “O valor do mel aumentou 40%. Custava R$ 10 e subiu para R$14”, afirma ele. O mel e derivados dele extraídos pela ADAPI podem ser encontrados no comércio local e da região. De março a dezembro, é comercializado na Casa do Agricultor, que fica na Praça do Imigrante.

28 de jan de 2015

Pai e filho rendidos por assaltantes no Industrial

Pai e filho foram surpreendidos por assaltantes por volta das 11h20 da manhã desta quarta-feira, quando saíam de casa para ir almoçar. A família mora no bairro Industrial.
Segundo a vítima, que esteve na Delegacia de Polícia Civil de Dois Irmãos no início da tarde para registrar ocorrência, ao abrir o portão do pátio cinco bandidos entraram e renderam ele e o filho, de 11 anos. Roubaram duas televisões, dois celulares, tablet, vídeo-game Xbox, dinheiro, aliança, relógio e o veículo Cobalt branco com placas ISW-2569, de Dois Irmãos. “Eram cinco bandidos, que aparentavam ter entre 18 e 25 anos. Eles vestiam bermudão, camiseta e boné, e usavam o boné e a camiseta para esconder o rosto”, conta a vítima, de 45 anos. Eles permaneceram na casa por cerca de 15 minutos e reviraram todos os cômodos (foto) atrás de objetos de valor.

Ao sair, os bandidos amarraram as pernas de pai e filho com cadarços. Além disso, ameaçaram cortar o dedo do pai, pois não conseguiam tirar sua aliança. Segundo as vítimas, os bandidos estavam muito nervosos durante a ação e pelo menos dois estavam armados. Três sujeitos fugiram com o veículo da família e dois a pé em direção ao Parque Municipal Romeo Wolf.

Colégio Imaculada Conceição tem nova diretora

O Colégio Imaculada Conceição já está sob nova direção. Chegou a Dois Irmãos, no último dia 21 de janeiro, a Irmã Erena Bernardy. Depois de quase 11 anos sob a direção da Irmã Irene Tereza Cavalli, 57, que está embarcando para realizar trabalhos missionários no continente africano, o colégio recebe sua nova diretora de braços abertos.
Irmã Erena tem 69 anos e é natural da cidade de Sobradinho, no Rio Grande do Sul. Aos 12 anos de idade resolveu seguir a vida religiosa, se tornando freira aos 25. Formada em Letras, a Irmã possui duas pós-graduações: uma em língua portuguesa e outra em gestão escolar. Foi professora por 28 anos, trabalhando na rede estadual e nos colégios da Congregação do Imaculado Coração de Maria. Também já atuou como diretora em colégios da Congregação nas cidades de Lajeado e Rio Pardo, no Rio Grande do Sul; e de Rio Claro, em São Paulo. Atuou, ainda, como Conselheira Provincial, Conselheira Geral e, mais recentemente, como Coordenadora Provincial da Congregação. Sua vasta experiência a levou a visitar países como Moçambique e Paraguai por diversas vezes, além de muitos estados brasileiros.
Irmã Erena conta que conheceu o Colégio Imaculada Conceição no período em que trabalhou como Conselheira Geral da Congregação, porém, de modo muito superficial. A Irmã Irene Cavalli também é conhecida da nova diretora, pois elas moraram juntas durante um ano na Congregação, em Caxias do Sul. Quanto à cidade de Dois Irmãos, Irmã Erena se diz muito animada com a hospitalidade das pessoas.
- Conheci pouco da cidade até o momento, mas me senti muito bem acolhida por todos. A população se importa e busca conhecer a nova diretora. Isso é importante – afirma ela.

BOAS EXPECTATIVAS

Quando questionada sobre as expectativas para a nova experiência em Dois Irmãos, ela afirma que esta é uma nova página da sua vida, que será escrita com muito carinho e alegria.
- Me considero muito privilegiada por Deus, pois tive muitas oportunidades e experiências maravilhosas em minha vida, e essa com certeza será mais uma. Estou muito feliz em fazer parte desta equipe, pois vejo que a comunidade escolar do Colégio Imaculada Conceição é muito presente – comenta.
A nova diretora está confiante para realizar um bom trabalho junto a comunidade escolar.

- Posso afirmar que darei o melhor de mim para continuar zelando pelo bom nome desta instituição. Tenho como maior objetivo partilhar conhecimento, esperança e alegria, além de ajudar a formar seres humanos cada vez melhores, que pensem tanto com a mente quanto com o coração – conclui ela.