Blog do Jornal Dois Irmãos


20/08/2014

LIXO vira LUXO nas mãos de jovem dois-irmonense

ARTE SUSTENTÁVEL: Peças produzidas por Juliano a partir do lixo
estão expostas na escola estadual João Wagner
Estudante de Educação de Jovens e Adultos (EJA), funcionário público e bombeiro voluntário, Juliano de Souza Borges, 31 anos, ainda consegue em suas horas vagas transformar materiais recicláveis em peças de decoração. Todo esse trabalho iniciou a cerca de três anos quando trabalhava no caminhão de coleta seletiva. Na verdade, os trabalhos já iniciaram na infância quando confeccionava brinquedos para a sua própria diversão, com tampinhas e outros materiais que certamente iriam parar na lixeira.
Com as questões ambientais cada vez mais em alta, a palavra de ordem é reaproveitamento. Os materiais descartados como, garrafas e canos de PVC viram luminárias e pendentes, troncos e máquina de lavar transformam se em sofás confortáveis, retalhos de madeira viram castiçais. Toda essa criatividade é instigada no seu dia a dia, enquanto, trabalha na confecção e remodelação dos enfeites do Natal dos Anjos, que ganha às ruas de Dois Irmãos, em novembro. Poucas peças lhe restam para o mostruário. Juliano conta que, faz peças sob encomenda ou quando produz posta as fotos do produto em seu perfil na rede social Facebook. “Os preços variam conforme a dificuldade de produção da peça que, geralmente, é exclusiva”, conta ele. Juliano projeta, futuramente, dedicar se integralmente na criação de peças a partir de materiais recicláveis. “A arte sustentável está na moda. E acredito estar colaborando com o meio ambiente”, afirma ele.
Juliano de Souza Borges

Na última semana, Juliano teve a oportunidade de participar com relatos de experiência do trabalho que vêm fazendo com os materiais recicláveis no projeto “Sustentabilidade: Sensibilização e Ações para Além da sala de Aula”, da escola estadual João Wagner, em Morro Reuter, onde cursa o EJA à noite. Sua criação preferida é o sofá feito com máquina de lavar roupas. O sofá, mesa de centro, luminárias e mensageiro do vento são algumas das peças em exposição na escola.




DIVULGADA nova relação do cadastro de famílias do Residencial das Flores

Uma nova relação de nomes de pessoas inscritas para serem contempladas com um apartamento do Residencial das Flores, no bairro São João, foi divulgada nesta terça-feira pela prefeitura de Dois Irmãos, através da Secretaria Municipal de Planejamento de Habitação. 
De acordo com o secretário Nei Fernando Ferraz, as pessoas que aparecem na lista têm até sexta-feira, dia 22, para procurar a Departamento de Assistência Social e resolver suas pendências. “As pessoas devem verificar a sua situação no CadÚnico, sendo que se o mesmo estiver desatualizado no que se refere à renda ou pessoas do grupo familiar, essa informação pode ser corrigida e o dados reenviados para nova análise”, diz Nei, ressaltando que até o momento 188 famílias foram aprovadas. Na manhã de hoje, a assistente social Joseli Oreste (foto) estava analisando o grupo de necessidades especiais e deficientes físicos, ao lado do secretário Nei. Veja quem deve procurar a Assistência Social até sexta:

Adelizia de Fatima Correa 
Adriana Peres Severo Hahn
Alfredo Valdir Weschenfelder 
Aline Martins dos Santos
Ana Lilian dos Santos
Andrei Carlos Ragiuk
Andreia Sampaio Scholz
Claudia Aparecida Ribeiro
Claudio dos Santos Lima
Cleodir Dorneles
Daniela Engel Dias
Debora Silva de Castro
Delair Soares Machado
Denise Flores de Oliveira
Ema Enedi Messa Siqueira
Gilmar de Oliveira
Gilvana Maria Forlin
Iara Lucia Delevati
Ivar Joao Mallmann
Ivete Friedrich de Oliveira 
Jacinta Stein Thomas
Jane Cler Bueno
Karina Dilkin
Madalena Maria Rolim
Marcia Hahn
Marilei Padilha
Marilei Vargas Nunes
Marisa Graciela Maciel
Nair da Silva Teixeira
Odete Maria Fuhr Kolling
Priscila de Almeida Arnold
Rejane Teresinha Freitag 
Roseli Pereira Amanco
Roseli Rodrigues Hesper 
Rosemeri Pereira Martins
Salete Terezinha Alves
Sandra Maria da Silva
Sibele Beatriz Kraemer
Silene Maria Koschan Reckzieg
Simone Aparecida Alves
Sireneia Rieger Weiss
Sirlei da Cruz Xavier
Sirlei do Nascimento
Sirlene Dias Goncalves
Soneide Vieira Batista
Sonia Maria Alves Rebelo
Sueli Bueno
Teresinha de Souza
Vera Lucia Padilha dos Santos
Viviana Ferrari
Zuleica dos Santos Kuck      

19/08/2014

Luta contra a balança







A obesidade vai muito além da estética, é uma questão de saúde que merece atenção especial. E para combatê-la é preciso muito esforço, dedicação e força de vontade.  O Jornal Dois Irmãos conversou com quatro pessoas que encararam o desafio de lutar contra a balança, seja através de cirurgia para redução do estômago ou de dieta e exercícios.






-

“Incoerente ser obesa e falar com tanta ênfase sobre saúde”


A professora Lea Eudes dos Reis Henrichsen, 43 anos, diz que sempre foi fofinha. Aos 19 anos pesava mais de 90 quilos. Aos 23 anos foi mãe e chegou aos 96 quilos, continuando com eles por uns 10 anos. Daí engordou mais chegando a 104. Aos 33 anos engravidou novamente e foi a 110. “Eliminei 24 quilos e voltei a engordar”, comentou.

Ela acredita que o fator que a fez engordar foi a família desestruturada com um pai muito bravo, o que fez com que ela usasse a comida para suprir suas frustrações. Depois de um estômago dilatado, fica difícil manter um peso mais baixo. “Decidi fazer a cirurgia em fevereiro de 2013, após a minha formatura. Comecei o processo de exames no dia 15 de março e no dia 25 de junho fiz a cirurgia. Tive muito medo, apesar de tentar me manter calma, pois tinha uma filha de 8 anos. Imaginei mil coisas, mas estou aqui cuidando dela hoje”, relata.

O que a mais motivou a fazer a cirurgia foi a preocupação com a saúde. “Sou filha de pai diabético, tios paternos diabéticos e tenho uma irmã diabética. Como quem tem a circunferência abdominal muita grande, corre mais riscos de desenvolver o diabetes comecei a me preocupar”, conta ela. Outro motivo muito forte foi a sua profissão. “Sou professora de culinária e ensino aos alunos receitas saudáveis para que possamos substituir por aquelas industrializadas. Era incoerente ser obesa e falar com tanta ênfase sobre saúde”, revela Lea.

Ela diz que não sofreu bullying, pois tinha aprendido a conviver consigo mesma e com sua situação e brincava muito com ela. “Recebi alguns apelidos, (hipo, barril, baleia, orca) mas não pegaram por que eu não ficava brava”, relembra ela, aos risos.

Uma mudança necessária
Questionada se indica a cirurgia para outras pessoas que querem perder peso, ela diz: “Só indicaria para pessoas que estão com uma cabeça bem preparada, porque a mudança é muito grande. Você somente opera o estômago, e não a cabeça. Ela continua pensando gorda, ou seja, em comida. Não cabe mais tanta comida, mas com o tempo pode ganhar peso novamente”. Além disso, para fazer a cirurgia, a pessoa deve estar bem ciente do que quer, pois muitas mudanças vão ocorrer. “Faz um ano e dois meses da minha cirurgia, e até hoje não tomei refrigerante nem bebida alcoólica e tenho evitado os embutidos. Os cuidados são grandes, mas valem a pena se é isto que você quer”.

Os principais cuidados após a mudança foram os horários fixos de alimentação e tomar muita água. Além das atividades físicas que começaram no hospital. “Em casa tinha que caminhar aos poucos, pois existia o risco de dar trombose. Com um mês de cirurgia comecei a caminhar 30 minutos, aumentando 10 minutos a cada semana até chegar a 1 hora. Com 3 meses passei a fazer academia 3 vezes por semana”, diz ela. A professora de culinária pesava 109 quilos e hoje pesa 74 quilos. De calça 52/54 veste hoje 42, e se sente muito feliz por toda a mudança que aconteceu. O pior da cirurgia foi dormir no hospital. “No mais, não achei nada difícil. Era um objetivo que havia traçado para mim. Encarei como uma mudança necessária e fui”, revela.

-

Ela emagreceu 54 quilos sem remédio e cirurgia e quer perder mais


Acredite, a administradora Sovenir Enzweiler, 28 anos, emagreceu 54 quilos sem remédio e sem cirurgia. Ela diz que começou a engordar aos 14 anos, e acredita que o fator que tenha tomado maiores proporções na balança foi a crença: “Estar gordinho é estar saudável”.
Ela já fez vários tipos de dietas, e teve resultados passageiros. “Hoje posso dizer que encontrei o que realmente me motiva a levar uma vida mais saudável. Descobri que cuidando da minha saúde isso implica em vários fatores, um deles no meu emagrecimento. Andar de roller (patins) era uma das minhas grandes vontades. Hoje já me divirto em cima das rodinhas. Afinal, se eu quero só depende de mim”, diz ela, determinada a atingir os resultados.

Ela conta que não sofreu bullying. “Sempre fui uma pessoa feliz e consciente do meu peso e estilo de vida. Uma das minhas características é a diversão, então sempre me diverti muito com tudo isso. Para não perder a piada, eu dou risada junto”, garante Sove, aos risos. Perguntada sobre a maior dificuldade durante a dieta. Ela responde de supetão: “Não estou de dieta... Estou em busca de uma vida mais saudável. Dei início nesse processo com a dieta Dukan, e hoje a matemática é gastar mais energia do que ingerir. Uma dificuldade ou desconforto é quando as pessoas julgam que não posso comer as coisas por estar de ‘dieta’. Na verdade, eu posso, mas no atual momento não quero ou evito”, revela ela.

Sove faz exercícios todos os dias e gosta muito de ir na aula de Zumba. “Encontrei alternativas que me fazem feliz, e o resultado disso é a redução de peso. Hoje participo do Grupo de Emagrecimento com Coach, que vai me auxiliar a eliminar os últimos quilinhos (risos). As mudanças estão na forma de pensar e no conjunto de crenças que nos movem, sou fã da PNL e acredito que o sucesso é intransferível”, conta ela. Até agora, ela já eliminou 54 quilos e pretende pesar bem menos. “Afinal! Não é só os quilos que se perdem, mas é a vida que ganha”, diz ela referindo-se a sensação de estar atingindo os resultados.

Leia a matéria completa na edição impressa do Jornal Dois Irmãos.

13/08/2014

Que tal adotar um animal de estimação?

A situação dos animais de rua no Brasil está cada vez mais delicada e representa hoje um problema de saúde pública. Cães e gatos magros, famintos e doentes, muitas vezes invisíveis aos olhos da sociedade, reviram o lixo atrás de comida, vivem no relento sob o sol forte ou o frio intenso. São maltratados e rejeitados até que finalmente são recolhidos e encaminhados para locais como a Associação Amigos dos Animais de Dois Irmãos. A entidade recebe animais de todos os tamanhos e raças, muitos deles abandonados por quem um dia já lhes prometeu amor e proteção. São animais que, por um motivo ou outro, foram rejeitados pelos seus donos, se é que podemos chamar assim. As razões são muitas, cresceram demais, adoeceram, não foram educados o suficiente, geraram gastos e aborrecimentos, enfim, todas essas são desculpas usadas por pessoas que acabam cometendo esse tipo de atrocidade.
Quando adquirimos um animal de estimação, seja ele da espécie que for, estabelecemos com ele um vínculo poderoso, e devemos estar preparados para uma relação duradoura de talvez, 15 a 20 anos. Durante este tempo, devemos arcar com uma série de responsabilidades para com o nosso animal, que inclui, por exemplo, educá-lo e protegê-lo. Devemos ter em mente que cães crescem e que nem sempre o bichinho terá o temperamento que desejamos. Em função disso, muitas pessoas não conseguem entender a real responsabilidade de ter um animal de estimação. Tratam seus bichinhos como objetos, se desfazendo deles diante do primeiro obstáculo. Ao adotarmos um animal, não sentimos apenas aquela sensação indescritível de dever cumprido, mas também ganhamos um companheiro leal e carinhoso que nos protegerá sempre. Um amigo de verdade que nos trará felicidade e nos dará o privilégio de sermos amados incondicionalmente, nos transformando em pessoas melhores e ainda mais humanas. 
É com esse apelo que a Associação Amigos dos Animais de Dois Irmãos pede a colaboração de todos. A casa abriga hoje 58 animais em sua sede principal, que fica localizada na  rua Padre Valentin Weschenfelder, 137, bairro Industrial. Mas conta ainda com casas de extensão e voluntários que oferecem suas próprias residências para abrigar alguns animais.Sara Capeletti Braun, voluntária da Associação, conta que as principais demandas são de serviço voluntário, que inclusive, oferece certificado de horas complementares para estudantes, ração, medicamentos, água sanitária e sabão em pó para higienização do local.

12/08/2014

Bandido é preso em Dois Irmãos após roubo de carga de cigarros

Na manhã desta terça-feira, um motorista com uma carga de cigarros foi abordado por um indivíduo armado em frente a um supermercado na rua Albino Hugo Muller, no bairro Cidade Nova, em Ivoti.

Conforme relato da vítima durante o registro de ocorrência na Delegacia de Polícia de Dois Irmãos, ele foi abordado por um sujeito armado com um revólver calibre 38. Os bandidos estavam em dois carros, um Uno branco e um Corsa azul. “Ele apontou a arma para mim e mandou seguir o Uno até a rua Pedro Enzweiler, no bairro Travessão (Dois Irmãos). Andamos uns dois quilômetros até entrarmos numa propriedade particular”, conta o motorista do furgão que pertence à empresa Souza Cruz. Ainda segundo a vítima, um agricultor que estava próximo ao local foi ordenado pelos ladrões a sentar e eles perguntaram se ele tinha um telefone celular. Os ladrões passaram a carga de cigarros para os dois carros. Uma testemunha presenciou a ação suspeita e acionou a Brigada Militar. Os três suspeitos se depararam com a guarnição e fugiram. Houve troca de tiros. O sujeito que estava no furgão junto com a vítima fugiu para o mato, mas foi preso em seguida numa construção civil. “O ladrão tentou fingir que trabalhava na obra”, conta um policial militar que ajudou na prisão do indivíduo. Os outros dois não foram localizados e a carga não foi recuperada. A ação mobilizou viaturas de Dois Irmãos e Ivoti.

O homem detido pela BM no Travessão é Alexandro de Oliveira Silva, de 35 anos, que saiu do Presídio Central, em Porto Alegre, no último dia 10 de junho. Ele já tem antecedentes criminais por dois homicídios, latrocínio, posse/porte ilegal de armas, corrupção de menores e roubo. Alexandro foi encaminhado novamente ao Presídio Central.

11/08/2014

Mateada da Ciência reúne grande número de alunos

O grupo da Mateada da Ciência proporcionou na manhã de sábado a primeira palestra aos estudantes da escola estadual Affonso Wolf. Mais de 60 jovens estiveram presentes para debater temas como ciência, pesquisa e feiras. Nos próximos três sábados estarão ocorrendo oficinas de acordo com o cronograma apresentado a eles.

Conforme Cleiton Luís Boufleuher, pesquisador do grupo e diretor regional da Associação Brasileira de Incentivo a Tecnologia e Ciência, foi possível ver um feedback positivo nos olhos dos jovens. “Para nós, da Mateada, ser pesquisador não é apenas realizar as nossas pesquisas, mas também poder espalhar para mais jovens todo esse mundo e as inúmeras portas que ela pode abrir”, comenta Cleiton. Ainda segundo o jovem, a tentativa é fazer que com o aprendizado que adquirem não apenas os beneficie, mas sim, tente também beneficiar as pessoas ao seu redor. “Sempre queremos mudar o mundo, mas é uma tarefa difícil, porém tentar o mundo de algumas pessoas já é um começo e quem sabe esse sentimento não se torne uma reação em cadeia e aos poucos vamos atingindo mais e mais pessoas. As pessoas que atingimos e auxiliamos é a nossa maior recompensa”, conta ele.

Em parceria com a escola, a Mateada se fará presente na 1º Multitec Affonso Wolf, onde os jovens apresentarão os trabalhos desenvolvidos. O grupo também começará a desenvolver trabalhos em escolas de São Leopoldo e está aberto a convites de instituições, escolas e eventos que se interessam pelo mundo das ciências e da pesquisa. Para saber mais, entre em contato pelo e-mail mateadadaciencia@outlook.com ou adicione seu perfil do Facebook.

PRÓXIMAS ATIVIDADES
Dia 16/8: Trabalhos com os grupos de acordo com a sua área e Facilitador da Mateada. Tema abordado: Pesquisa bibliográfica e caderno de campo;
Dia 23/8: Trabalhos com os grupos, conforme edição anterior abordando o tema: Como fazer objetivo, problema e hipóteses;
Dia 30/8: Trabalhos em grupos com o tema: Apresentação e montagem de banner para feiras científicas.

DOIS IRMÃOS inaugura nova Unidade Educativa Primavera

Em uma cerimônia com mais de uma hora e meia, foi inaugurada na sexta-feira, dia 8, a nova Unidade Educativa Primavera. O espaço de quase 700m² tem capacidade para atender até 120 crianças de 0 a 3 anos e é uma conquista muito comemo
rada pela administração municipal.
O prédio foi alugado pela prefeitura, que investiu 430 mil reais para reformas de adaptação e 100 mil reais para manutenção e pagamento de funcionários até o final do ano. A Fundação Assistencial de Dois Irmãos (FADI) é responsável pela administração da unidade, que já recebe diariamente 75 crianças e conta com 17 funcionários. A coordenadora é Daiana Stiehl Dexheimer.

A superintendente FADI, Líxia Stoffel, fez um pronunciamento emocionado, lembrando os primórdios da entidade e o convite do então prefeito Romeo Benício Wolf (já falecido), no distante ano de 1983. “Temos um passado humilde e de muito trabalho. Ao longo dos anos, foram tirando muitas pedras do caminho e construindo pontos”, comentou. Hoje, a FADI administra dez unidades educativas – nove em Dois Irmãos e uma em Morro Reuter – e atende cerca de 1.400 crianças nas modalidades creche (de 0 aos 4 anos) e pré-escola (de 4 aos 5 anos), e no contra turno escolar (de 5 aos 12 anos). A equipe de trabalho conta com cerca de 220 profissionais.

O presidente da FADI, Aírton Kaiser, destacou o esforço das indústrias locais em colaborar na manutenção de um serviço de primeiro mundo na educação infantil. A secretária de Educação, Adriana Trierweiler, afirmou que a administração municipal tem trabalho com afinco para diminuir a demanda por creche no município. Última a se pronunciar, a prefeita Tânia da Silva fez, inicialmente, um elogio rasgado ao vereador Sérgio Fink, por seu empenho para conseguir um prédio no bairro Primavera. “Mais do que paredes, temos que destacar o valor das pessoas, de todos que trabalham na FADI e procuram dar o melhor para as nossas crianças”, disse ela, lembrando que, como muitas mães, também precisou contar os serviços em um momento importante da sua vida.

Após os pronunciamentos, o padre Neimar Pies e os pastores Oscar Zimmermann e Robson Neu abençoaram o novo espaço. A solenidade encerrou com o corte da fita e o descerramento da placa inaugural. Em seguida, todos foram convidados para conhecer as novas instalações e prestigiar um coquetel com apresentações dos pequenos. Entre as autoridades, também estiveram presentes o vice-prefeito Jerri Meneghetti, o presidente do Poder Legisltivo, Jailton Proença de Lima, e o promotor Wilson Grezzana.